10.7 C
Vila Nova de Gaia
Segunda-feira, Maio 10, 2021
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Trabalhadores da Novadis em Gaia fazem três dias de greve contra banco de horas

Os trabalhadores da empresa de distribuição Novadis vão fazer três dias de greve, de quarta a sexta-feira, contra a falta de soluções para as suas reivindicações e a “imposição ilegal” de banco de horas, adiantou o sindicato.

Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação e Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB) explicou que os trabalhadores reivindicam o fim da diferenciação salarial entre o Norte e o Sul do país, dando a empresa como “incompreensível e inaceitável” justificação o diferente custo de vida.

“Os trabalhadores não aceitam esta justificação e exigem a aplicação do preceito constitucional que garante igualdade salarial para trabalhadores que desempenham tarefas da mesma natureza, qualidade e quantidade”, vincou.

A empresa recusou responder a esta reivindicação, frisou, acrescentando que em forma de “retaliação” decidiu “contra-atacar” com a imposição de um regime de banco de horas que diz ter negociado com a União Geral de Trabalhadores (UGT).

Contudo, esta estrutura sindical ressalvou que os trabalhadores exclusivamente associados do SINTAB – afeto à Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses — Intersindical Nacional (CGTP-IN) – recusam que lhes seja importo o regime de banco de horas de “forma ilegal”.

Além destes três dias de greve, os trabalhadores vão concentrar-se em frente às instalações da Novadis em Canelas, Vila Nova de Gaia, na próxima quarta-feira, pelas 08:30, revelou.

Na nota, o SINTAB explicou que esta empresa pertence ao grupo SCC Heineken e é responsável, a nível nacional, pela distribuição, assistência técnica e vendas das marcas do grupo, do qual sobressai a cerveja Sagres.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Outras Notícias

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Siga-nos

12,145FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Opinião

X