12.8 C
Vila Nova de Gaia
Domingo, Abril 18, 2021
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Requalificação do quartel de Coimbrões discutido amanhã (segunda-feira) em reunião de Câmara

A câmara de Gaia discute amanhã, segunda-feira, em reunião camarária, um apoio de 708 mil euros para requalificação do quartel dos Bombeiros de Coimbrões, um valor a repartir em três anos.

De acordo com a autarquia, a verba será distribuída por 2021, 2022 e 2023, com uma transferência de 236 mil euros em cada um desses períodos.

Em causa está um quartel com mais de 25 anos que “nunca sofreu obras de reabilitação e adequação às novas exigências regulamentares para a prestação do socorro, não tendo, ainda, áreas para a realização de formação presencial certificada”, descreve a autarquia.

“As instalações apresentam um grau de inadaptabilidade e degradação que importa reverter, nomeadamente a necessidade de requalificação da cobertura atual ainda em amianto, infiltrações de água, permeabilização das fachadas e dimensionamento dos espaços que permanecem desadequados. Deste modo, as obras irão dotar o quartel de melhores condições para o corpo ativo dos bombeiros”, acrescenta informação camarária.

O apoio financeiro à Associação Humanitária dos Bombeiros de Coimbrões, para requalificação e beneficiação do atual quartel, é um dos auxílios financeiros que será discutido segunda-feira, numa reunião de Câmara na qual também será discutida a atribuição de uma Medalha de Mérito Municipal, vertente “Mérito Cultural, grau Ouro”, a Simone de Oliveira.

Na proposta lê-se que o objetivo é homenagear a artista “pela “notável carreira dedicada à música e cultura portuguesas”.

O Município de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, atribui medalhas de mérito para “agraciar” pessoas, empresas ou instituições nacionais ou internacionais “por atos ou serviços considerados importantes, relevantes e excecionais”.

Da ordem de trabalhos de segunda-feira também consta a adesão de Vila Nova de Gaia à plataforma ODSlocal que “visa monitorizar a evolução dos Municípios em relação às várias metas dos ODS [Objetivos de Desenvolvimento Sustentável] através de indicadores de progresso construídos a partir de informação de bases de dados nacionais e dos próprios Municípios”.

Esta plataforma tem, ainda, como objetivo “mapear as práticas inovadoras e sustentáveis que tanto as autarquias como a sociedade civil e as empresas estão a implementar, e medir o seu impacto”.

De acordo com o que se lê no ‘site’ oficial da plataforma, que tem o alto patrocínio da Presidência da República, este é um instrumento criado no âmbito dos propostos feitos pelas Nações Unidas na Agenda 2030.

Paralelamente, a vereação de Gaia discute, ainda, a proposta que visa a criação de um Regulamento de Gestão das Praias, medida que visa concretizar as novas incumbências da autarquia no âmbito da descentralização de competências.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Outras Notícias

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Siga-nos

12,133FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Opinião

X