10.7 C
Vila Nova de Gaia
Segunda-feira, Maio 10, 2021

Pensamentos do MAR

Manuel António Ribeiro

Presidente da AMARGAIA

A sociedade que temos e a que sociedade estamos a criar levanta-nos tantas questões como já é no presente e como será no futuro?!

Dificilmente voltaremos a ter famílias numerosas, como no tempo dos nossos avós e mesmo dos nossos pais!

Tudo muda. A sociedade muda. Mas fica tanta coisa para trás..!

As mudanças por vezes trazem vantagens. E isso é inegável! Mas quantos casais voltaram a ter 5,7,8,10 filhos? Dificilmente haverá algum casal que possa chegar lá!

Ninguém nega que a escolaridade obrigatória, até ao 12° ano, é uma vantagem para aprendizagem de qualquer jovem ou de qualquer aluno. Mas o processo de formação e de preparação para o mercado de trabalho será um processo mais tardio.  Numa sociedade em que o estudo académico tem um foco primordial ficam para trás necessidades de profissões que a mão de obra escasseia. Profissões e artes de trabalho duro que eram e são feitos por pessoas que na maioria começou jovem a desenvolver a arte.

Com a formação e a preparação para o mercado de trabalho, cada vez mais tarde, retarda-se também o projeto de vida familiar. Prolongando-se a estadia em casa dos pais, até que a oportunidade e as condições ideias ou espertáveis surgiam!

No caso da mulher este retardar do tempo, é fatídico, pois a natureza não lhe dá o tempo que dá ao homem!

São tudo transformações da nossa sociedade que transformam hábitos, costumes e formas de impacto diferentes de viver! O mundo será diferente daqui a 100 anos. Não tenho dúvida!

A nossa economia, a nossa indústria, bem como outros setores empresariais, precisam de mão de obra qualificada mas capaz de desenvolver tarefas mais duras e apuradas. E caso não queiramos estar dependentes só de mão de obra do estrangeiro, o mercado de trabalho terá de ter uma mudança capaz de responder às necessidades de hoje, mas principalmente às respostas fundamentais que vão surgir aquando da retoma económica, após sair-mos da pandemia!

A natalidade é fundamental para o equilíbrio gestacional de qualquer país. A demografia é um equilíbrio de desenvolvimento que permite aos territórios criarem condições de crescimento sustentável para uma vida melhor de cada cidadão que comparticipa para esse mesmo desenvolvimento!

Este conteúdo é apenas para assinantes

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Siga-nos

12,145FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Minifeiras populares poderão compensar a ausência das festas tradicionais

A Câmara de Gaia revelou que está a ser estudada, em conjunto com o Porto, a criação de espaços para “minifeiras populares”, compensando a...

Duarte Besteiro ainda sem substituto por motivos de saúde ou legais

O PSD de Vila Nova de Gaia ainda não encontrou substituto para o vereador Duarte Besteiro, que renunciou ao mandato a 21 de abril,...

Primeiro Metrobus em funcionamento ligará Grijó ao centro de Gaia gratuitamente

A Câmara de Vila Nova de Gaia lança este mês o primeiro de três percursos de metrobus que têm como objetivo ligar zonas interiores...

Portonic é a marca que identifica ‘cocktails’ com Vinho do Porto

O Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP) anunciou a autorização do uso da marca Portonic para identificar as bebidas feitas com vinho...

Praias de Gaia recebem Finn Gold Cup onde se decide o novo campeão do mundo e as últimas vagas olímpicas

A Finn Gold Cup decorre até 12 de maio nas águas do Norte, trazendo a Portugal o duplo atrativo de decidir o novo campeão...

Mais artigos de

Opinião

X