Domingo, 14 Abril 2024

#informaçãoSEMfiltro!

“MAKE YOURSELF AT HOME” – “NO CONFORTO DO CORPO”

-

‘Make Yourself At Home’ é o nome da instalação para ver nos foyers do Teatro Municipal São Luiz a partir de 4 de Fevereiro e até 6 de Março. São 37 almofadas impressas com autorretratos de mulheres em confinamento, Marta Pedroso e Francisco Leone criaram uma instalação que é também um manifesto da mulher e do corpo em quarentena. “Trata-se de um manifesto da mulher em quarentena, o corpo em quarentena; um corpo inteiro ou partes. Trata-se de uma mensagem sobre o amor ao corpo e a sua aceitação”. 

Estávamos em Março de 2020, na primeira quarentena e a ideia toma forma a partir da casa e do corpo de Marta Pedroso, com o seu cúmplice Francisco Leone, com quem fazia sempre uma videochamada para enganar o isolamento de ambos. Da ideia inicial de registar o corpo em confinamento, partem para convidar mulheres que admiram, de várias idades e de várias áreas, a fazerem-no também, apenas com uma condição: que fossem registos a preto e branco e que refletissem uma prova do seu corpo mais ou menos explícito. A este desafio, junta-se a ideia de convidar Cláudia Lucas Chéu para, não apenas participar com uma fotografia, mas também para escrever para o projeto, criando um verso para cada fotografia, que no seu conjunto nos mostra um poema.

Apresentar as 37 fotografias e versos em almofadas impressas, vem da ideia de conforto de casa, do lugar onde choramos quando estamos tristes, onde nos aconchegamos quando estamos confinados, explica Marta Pedroso.

O projecto Make Yourself at Home tem ainda uma vertente social, com a venda paralela das capas das almofadas, e a doação do lucro conseguido a reverter para a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. As almofadas estarão expostas no foyer do teatro e poderão ser adquiridas no instagram do projeto @makeyourselfathome20, a partir do valor base de 30€ (ou superior, consoante vontade do comprador), revertendo todo o lucro para a APAV.

Versos de Cláudia Lucas Chéu e autorretratos de 37 mulheres – como a escritora Margarida de Carvalho, a enóloga Francisca Van Zeller ou a actriz Custódia Gallego – ganham a forma de almofadas e cobrem dois sofás no foyer da sala Luís Miguel Cintra, onde a instalação fica até 13 de Fevereiro, antes de migrar para o Janelão Sala Bernardo Sassetti até 6 de Março.

A entrada é livre, mas sujeita à lotação da sala e sendo necessário o levantamento de bilhete no próprio dia na bilheteira do teatro. A instalação pode ser vista nos dias 4 e 5 de Fevereiro, das 18.00 às 19.00; a 6 de Fevereiro, das 15.30 às 16.30; de 9 a 19 de Fevereiro, das 17.00 às 18.00; e dia 20, das 14.00 às 15.00. Em Março, o acesso de dia 3 a 5 acontece das 17.00 às 18.00. O último dia para ver a instalação é 6 de Março, das 14.00 às 15.00. Teatro Municipal São Luiz. De 4 de Fevereiro a 6 de Março. Entrada livre.

partilhar este artigo