Domingo, 14 Abril 2024

#informaçãoSEMfiltro!

Gaia: Coordenador do Núcleo de Coordenação do Plano contra a Covid-19 visita Bombeiros Voluntários de Coimbrões

-

Foi no Quartel dos Bombeiros voluntários de Coimbrões, hoje, pelas 10h00, que o responsável da Task force, Coronel Carlos Penha Gonçalves, o Presidente da ARS Norte, Carlos Nunes, o Vereador Dário Silva, e o Presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues estiveram presentes na visita de trabalho ao Centro de vacinação de Vila Nova de Gaia (ACES Grande Porto VII – GAIA). A sala estava semivazia, e a comitiva visitou as instalações de cara lavada e os convidados falaram com os técnicos de saúde e com os enfermeiros, visitando os seus postos de trabalho. Não foi uma visita muito demorada, mas deu para ver todos o recinto, que recentemente sofreu algumas pequenas obras.

Em entrevista aos jornalistas presentes, o Coronel Carlos Penha Gonçalves, fez um pequeno balanço sobre a terceira vacina, dizendo que Portugal tem vacinado a um ritmo muito bom estas últimas semanas, já estão vacinas 80% das pessoas que estão elegíveis, mas ainda há uma pequena fração que não vieram ao processo, e as instalações ainda estão cá e vão estar durante algum tempo e “o que eu peço é para as pessoas virem cá vacinar-se, aproveitar estas estruturas para fazerem a sua vacinação e terminarem o reforço da vacina.” Reforça o Coronel.

É importante para a população para que “nos possamos” sentir mais confortáveis, e que o façam nos próximos dias, para que “tenhamos uma grande cobertura vacinal no país”.

A terceira dose já chegou “e vacinamos 5,7 milhões com a terceira dose”. A grande maioria das pessoas com mais de dezoito anos que podiam tomar, já tomaram, mas ainda há pessoas que não o fizeram, “o meu apelo é para que o façam o mais depressa possível”, porque com o aliviar das medidas o reforço da terceira dose é necessária para travar esta medida.

A ideia do reforço da vacinação é para que “as pessoas tenham “prolongadamente” o seu sistema imune preparado para responder a novas infeções, e mesmo depois desta fase passar” vai ser necessária para os próximos meses, “é de todo conveniente que façam a vacinação”. Apela o Coronel.

Mais de 80% da população na casa dos 60 acima estão vacinados

“Nós estamos com mais de 80% das pessoas com 60 anos vacinadas”, a fração mais frágil está mais protegida, a taxa dos 50 aos 59 anos “temos 80% das pessoas vacinadas”. Nas faixas mais novas “temos menos cobertura”, isso deve-se a duas coisas, por um lado, “nós começamos a vacinar as pessoas de idade primeiro, e só há pouco tempo é que entramos nas faixas mais baixas e o apelo é precisamente a essas pessoas das faixas mais baixas que venham à vacinação.

“Mas também se deve ao fato de muitas pessoas que estiveram infetadas com a variante da Ómicron” que não se puderam vacinar, são cerca de um milhão de pessoas, essas pessoas “hão de vir ao processo posteriormente”. O processo vai-se manter a um ritmo mais baixo, mas neste momento, era importante que as pessoas que estão elegíveis “que se venham vacinar”.

Somos dos países da europa que tem a maior taxa de adesão entre os cinco e os onze anos, e queremos fazer, já neste sábado, dia 19, da parte da manhã, vacinar crianças, que devido ao isolamento não puderam vir. “Venham ou para fazer a primeira dose ou a terceira dose”, apela o Coronel.

“E isso a que nos vamos dedicar este sábado. Eu apelo também a que os pais façam o auto agendamento”. Esta terceira vacinação também surge como medida preventiva para uma eventual vaga que possa vir “e que ninguém quer ter”. Foi colocada a questão se Portugal iria fazer alguma suspensão da vacina, como alguns países europeus estão a pensar fazer, e o Coronel fez referência que “não há nenhum plano de suspensão de vacinação de nenhum país europeu, eu não ouvi falar”.  

Já se equacionou “uma quarta dose, que se vem falando, é um assunto que está em estudo”, explica o Coronel Carlos Penha Gonçalves. Há mais um plano profundo para que mais crianças se possam vacinar. Nós no dia 5 a 9 de janeiro deste ano vacinamos cerca de 200 mil crianças com a primeira dose essas crianças, e tiveram a segunda dose no dia 26 e 27 de fevereiro.

Portanto essa é uma oportunidade dessas crianças virem ao processo, no dia 19 de fevereiro, e daqui a duas semanas terão de vir à segunda dose, e haverá uma oportunidade das pessoas se juntarem ao processo. “Vamos fazer é uma carência mais baixa porque há menos pessoas para vacinar. O plano para diminuir os locais, o processo para essa transição está a ser elaborada e na altura própria irá ser anunciada”.

Chegou a vez dos mais pequenos vacinarem

O Gaia Semanário também conversou com o Presidente da Câmara de Gaia, que nos falou sobre a medalha que ofereceu ao coronel, era uma medalha identificativa do município, “que nós entregamos às pessoas que passam pelo município de Vila Nova de Gaia”.

Não é uma “medalha que vale por si só, é uma medalha que simboliza o trabalho que estas pessoas têm feito, que as autoridades têm feito e é sempre um orgulho tê-los cá”. Como já tivemos cá, o Vice-Almirante Gouveia Melo.

A vinda destas pessoas é uma “visita meramente simbólica, porque nós trabalhamos diariamente temos um envolvimento diário, semanal, uma articulação muito forte, portanto, a vinda deles é meramente simbólica, eles não podem ir a todos os concelhos, felizmente optaram por vir cá, mas se não viessem estaríamos seguros na mesma, pois estamos num trabalho muito próximo, e é assim que tem de ser”. 

partilhar este artigo