17.5 C
Vila Nova de Gaia
Quinta-feira, Junho 17, 2021
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Estudantes de Gaia desenham campanha de sensibilização de apoio ao comércio local

Mais de meia centena de jovens de três escolas de Vila Nova de Gaia iniciam hoje a campanha “Juntos fazemos os pequenos fortes”, uma ação de sensibilização junto da população que visa motivar a adesão ao comércio local.

A coordenadora do “Ubuntu no Bairro”, projeto que conta com várias iniciativas na comunidade, entre as quais algumas realizadas em escolas, referiu que a vontade de fazer algo em apoio ao comércio local foi manifestada pelos jovens e vai concretizar-se na distribuição de autocolantes e postais.

“Atravessamos um momento particularmente sensível para o comércio, um momento em que muitos estabelecimentos lutam pela sobrevivência. A crise económica e de consumo está a crescer. Desafiados pela equipa do ‘Ubuntu no Bairro’, foram os alunos que decidiram optar por este tema e concretizar a reflexão numa campanha que promove o comércio local”, descreveu Sara Martins”.

Os estudantes envolvidos frequentam os 3.º Ciclo e Secundário das Escola Secundária António Sérgio, Agrupamento de Escolas de Canelas e Escola Secundária Arquiteto Oliveira Ferreira, em Vila Nova de Gaia.

O “Ubuntu no Bairro” é um projeto do Instituto Padre António Vieira que, em Gaia, tem como investidora social a Câmara Municipal.

Promovido ao abrigo do programa Portugal Inovação Social, este projeto “pretende reforçar o capital social nas comunidades, incitar ao relacionamento comunitário, criar redes sociais e redes de confiança e criar capital social dentro da comunidade para que esta consiga singrar de uma forma mais coesa e mais saudável”, descreveu a responsável.

A partir de hoje, e seguindo um programa que inclui mais de meia centena de alunos, vai estar na rua a campanha “Compre Local” que tem como lema “Juntos fazemos os pequenos fortes”.

Sara Martins contou que a campanha de sensibilização para a compra no comércio local já foi lançada nas redes sociais e agora partirá para as atividades presenciais com a distribuição da coleção de 10 postais que contém slogans pensados pelos alunos de Gaia.

“O objetivo é mostrar solidariedade, incentivar, sensibilizar as pessoas para a importância do comércio local que é uma riqueza histórica e identitária dos territórios”, referiu.

A campanha será focada em lojas de rua, pequenas e microempresas, num total de cerca de 250 estabelecimentos.

Os postais foram feitos pelos jovens e contêm o nome destes de forma a “promover a proximidade que é também própria do comércio local, acrescentou a coordenadora.

O projeto “Ubuntu no Bairro” trabalha, entre outras vertentes, com escolas, famílias, empresas e comunidade em geral.

Sara Martins referiu que a filosofia desta iniciativa partiu da ideia de que “as empresas dependem das famílias e as famílias dependem das empresas”, razão pela qual “quando a sociedade ganha consciência destas dimensões, esta cresce e o bairro também”.

O “Ubuntu no Bairro” é um dos braços de um outro projeto que está a ser desenvolvido em Vila Nova de Gaia, o “Meu Bairro Minha Rua”.

De acordo com a chefe de equipa de apoio ao cidadão e responsável pelo projeto “Meu Bairro Minha Rua”, Cristiana Nóbrega, em causa está “ativar localmente as comunidades, dinamizando e enriquecendo a vida de cada bairro ou rua intervencionados com ações que impactam as pessoas e criam elos de ligação muito fortes”.

“O Ubuntu no Bairro é uma importante ferramenta de consciência cívica que ativa grupos de trabalho em diferentes vertentes como acontece agora com o comércio local e as escolas, que se interligam para uma realidade económica mais positiva e atrativa”, destaca Cristiana Nóbrega, citada em comunicado.

Outras Notícias

Siga-nos

12,172FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Opinião

Bloco de Notas

Avenida da República

Resiliência

O Desapego

X