Sábado, 18 Maio 2024

#informaçãoSEMfiltro!

Cenas e Contracenas

-

1. A PRÓXIMA EDIÇÃO da Bienal Internacional de Gaia, agendada para o período compreendido entre 8 de abril e 8 julho deste ano, volta mais uma vez a ter lugar nas instalações da antiga Companhia de Fiação de Crestuma, em Lever. João Jacinto (um dos nossos mais importantes criadores de imagens, quer na pintura quer no desenho, da segunda metade do século XX) e Carlos Carreiro (autor de uma pintura inconfundível, devido ao seu estilo próprio, num imaginário onde imperam a fantasia, o humor e o comentário num verdadeiro jogo de luz e conceitos) são os Artistas Homenageados. Entretanto, são também já conhecidas duas exposições individuais de Nazaré Álvares (autora com grande domínio do desenho e do figurativo, que são determinantes na sua obra pictórica e de banda desenhada) e de Luís Silveirinha (artista cujo trabalho se desenvolve sobretudo em torno do desenho e dos livros de artista). Por outro lado, soube-se que foram 38 (!) os artistas selecionados no habitual concurso internacional de artes plásticas nas áreas da pintura, desenho, escultura, cerâmica e fotografia, aberto a artistas de todo o mundo, com os quais se atinge um total de 300 (!) artistas expostos. Mas são muitos outros os motivos de interesse de mais esta edição da Bienal, a quinta, que se define como um evento de causas, unanimemente considerado um dos mais importantes acontecimentos culturais de Gaia, que se afirmou desde a primeira edição, em 2015. Marque na sua agenda uma ida à Bienal!

2. O FESTIVAL DIAS DA DANÇA (DDD) já tem calendário definido, acontecendo de 18 a 30 de abril, entre as cidades do Porto, Matosinhos e Gaia, com um programa variado e eclético, que envolve criações de Lia Rodrigues, Mónica Calle, Tânia Carvalho, Dori Nigro e Gaya de Medeiros, entre muitos outros. Nesta sétima edição do DDD, mais compacta e focada na criação nacional, com menos pesos-pesados das artes performativas e mais artistas a descobrir, com 28 espetáculos, na sua maioria de estreias nacionais, num total de 46 récitas, Gaia recebe, no Auditório Municipal, “Never odd or Even” de Sofia Dias & Vítor Roriz e Filiz Sızanlı & Mustafa Kaplan, nos dias 21 (19h30) e 22 de abril (17h00), acolhendo depois, no mesmo espaço, a coreografia “Dalila” de Daniela Cruz, nos dias 25 (17h00) e 26 de abril (19h30). E a fechar a presença do DDD em Gaia, os Varais da Afurada recebem a 29 de abril, às 15h00, “Pondo Rezas nos Lábios”, um projeto de spoken word, de música e de gesto, com criação de Isabel Barros & Carlos Guedes, partindo do tema “quanto mar está em mim e no outro” e que tem por protagonista a atriz Lisa Reis, de Cabo Verde, o que reforça essa pesquisa sobre o olhar de alguém que nasceu num país rodeado de mar. A não perder!

3. ENTRETANTO, a Kale-Companhia de Dança, estrutura nascida no seio do Ginasiano Escola de Dança com sede de trabalho no Armazém 22, no centro histórico de Gaia, que visa a criação e dinamização da dança contemporânea, com um corpo de bailarinos jovem, associado a diferentes coreógrafos emergentes e de renome, para criar repertório e consolidar linguagens, apresenta na próxima sexta-feira, dia 31 de março, às 21h30, no Auditório Municipal de Gaia, o espetáculo “Travessia”. Estreado no passado dia 23 de março, no Colisée Biarritz (França), no âmbito do Festival Regards Crosés, o projeto, de formato triplo, tem criação de coreógrafos de três nacionalidades distintas, para interpretação dos bailarinos da Kale. Os franceses David Gernez e Lucie Augeai conduzem os bailarinos, em “Ondas”, por uma escrita coreográfica contemporânea que confronta a música clássica através de uma prática combinada de dança e canto. O português Pedro Ramos dirige “Iter” (Percurso em Latim), uma viagem em contantes variações de tempos e velocidades pelos caminhos da sensibilidade até a um lugar indeterminado e sem tempo. A espanhola Judith Argormaniz assina “Trip”, uma coreografia enérgica e telúrica inspirada nas suas origens bascas explorando as preocupações da sua geração face ao mundo atual. O espetáculo promete!

4. A TERMINAR, recordo que se encontra patente no Convento Corpus Christi até 30 de abril, com visitas de terça a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, a exposição de multimédia “Naza 10”, de Jorge Leal, que retrata “uma década de história do surf mundial, bem no epicentro de um dos maiores spots internacionais de ondas gigantes – Nazaré”. Composta por 32 fotografias, filmes e projeções vídeo de imagens captadas durante o projeto Nazaré North Canyon, em que o norte-americano McNamara alcançou o sonho de consagrar a Nazaré como um dos melhores lugares do mundo de ondas gigantes, esta mostra revela “não só a estética e a beleza crua e intempestiva do mar da Nazaré, mas também os múltiplos desafios técnicos e de escala tão característicos da fotografia de surf”. O título da exposição, que tem como embaixadores alguns dos mais importantes atletas do surf mundial, como Garrett McNamara, Andrew Cotton, Hugo Vau, Sebastian Steudtner, Maya Gabeira, Carlos Burle, Ross Clarke Jones ou Jason Polakow, alude ao termo “Naza” porque é assim que os habitantes carinhosamente reconhecem a sua Nazaré e a “10” porque reflete os dez anos desta história e porque é essa a nota máxima que um surfista pode ter em competição. Com a exposição tem entrada gratuita, pergunto: Está à espera de quê? Se ainda não conhece a obra deste fotógrafo, realizador e designer, gaiense de Canidelo, não perca esta oportunidade única. O seu olhar artístico, capacidade técnica e paixão pelas ondas gigantes é inigualável!

partilhar este artigo