17.9 C
Vila Nova de Gaia
Quarta-feira, Abril 14, 2021
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

“Cantinho do Estudo” já beneficiou 179 alunos

O projeto “Cantinho do Estudo”, implementado em Vila Nova de Gaia para garantir que os estudantes têm condições para estudar em casa e inclui entrega de computadores, beneficiou 179 alunos em três anos, divulgou hoje a autarquia.

Inicialmente implementado de forma piloto em Canidelo, em 2018, o projeto estendeu-se às restantes freguesias do concelho de Gaia e, num ano em que muitas crianças e jovens estão privadas de estudar na escola devido à pandemia de covid-19, a autarquia faz um balanço “muito positivo”.

Em comunicado, a câmara de Gaia conta que, dos alunos abrangidos pelo projeto, 95% transitaram de ano, 84% reduziram o número de avaliações negativas face ao ano anterior e 98% consideraram o acompanhamento significativo para o seu sucesso escolar.

Ao longo de três anos o “Cantinho do Estudo” beneficiou 179 alunos de 25 escolas de Vila Nova de Gaia.

No total, ao abrigo deste programa foram criados 135 espaços de estudo e disponibilizados 65 computadores, a alunos dos 2.º, 3.º, 4.º e 6.º anos de escolaridade.

O projeto é desenvolvido pela câmara e juntas de Vila Nova de Gaia em parceria com a Fundação Manuel António da Mota.

“Vai muito além de um programa que visa melhorar as condições de alojamento e estudo nas habitações dos alunos mais carenciados. Através de um móvel e da criação de condições dignas para a realização em casa das suas tarefas enquanto estudantes, pretende-se criar um conjunto de memórias positivas em infâncias difíceis”, lê-se na informação da câmara.

A autarquia especifica que, “em muitos casos, a intervenção pode ser mais do que a colocação desse móvel” pois pode incluir melhorias do edificado, nomeadamente da cobertura, paredes e caixilharia de portas e janelas do quarto ou espaço de estudo.

“O sucesso deste projeto só se deve ao espírito de um trabalho em rede que todas as entidades envolvidas souberam aproveitar”, refere o presidente da câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, citado em comunicado.

O protocolo que permitiu o arranque deste projeto em Canidelo foi assinado em novembro de 2014.

Na altura foi divulgado que o “Cantinho do Estudo” se destinava a famílias residentes em Canidelo, com crianças e jovens até ao 7.º ano de escolaridade que frequentassem estabelecimentos integrados do Agrupamento de Escolas D. Pedro I, e cujo rendimento mensal per capita fosse igual ou inferior ao valor do indexante dos apoios sociais (419,22 euros em 2014), desde que vivessem em habitação, própria ou arrendada, há pelo menos dez anos, de forma permanente.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Outras Notícias

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Siga-nos

12,121FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Opinião

X