Sábado, 18 Maio 2024

#informaçãoSEMfiltro!

Afurada – Porto: Já pode ser lançada Travessia fluvial interconcelhia

-

foto: Mafalda Azevedo – Eclética

O Presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, avançou esta terça-feira, que a autarquia de Gaia e do Porto “já podem lançar o procedimento para retomar a travessia fluvial interconcelhia entre a Afurada e o cais do Ouro”.

“As câmaras do Porto e Gaia têm neste momento luz verde da tutela para lançarem um procedimento para ter a travessia” entre a Afurada (Gaia) e o Cais do Ouro (Porto), disse à Lusa o Presidente da Câmara de Gaia, assegurando que as câmaras estão “neste momento com o assunto em mãos”.

No que toca a datas do lançamento de um eventual concurso ou caderno de encargos, o autarca disse que “as datas são sempre perigosas porque às vezes basta uma questão jurídica para atrasar”, mas indicou para “o próximo mês de março” o objetivo de ter “um caderno de encargos simples” e “muito adiantado para lançar”.

Segunda avança o Jornal de Notícias, “Está em aberto a possibilidade da travessia ser gerida pela STCP Serviços, subsidiária 100% detida pela intermunicipal Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP), na qual o Porto detém 53.69% e Gaia 12.04%, e que recentemente viu alargadas as suas competências ao nível de gestão de infraestruturas na cidade do Porto”.

“Essa é a questão jurídica que está a ser discutida. Se assim for, e eu veria isso com muitos bons olhos, nós cortamos caminho. Ou seja, evitamos os longos prazos dos concursos públicos e passamos a ter uma operação que é, no fundo, municipal”, referiu o autarca de Gaia.

Segundo o Presidente, “mesmo sendo a STCP Serviços, tem que ter um caderno de encargos com as respetivas responsabilidades”, vaticinando Eduardo Vítor Rodrigues “que com o entendimento” entre as duas autarquias das margens norte e sul do rio Douro, poder-se-á “resolver o assunto rapidamente”.

Eduardo Vítor Rodrigues confirmou ainda que o atual cais na Afurada (em Gaia), e sob gestão da APDL (Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo), foi removido “para ser substituído por um novo”.

“No dia 10 de janeiro, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, tinha dito que estaria disponível para dialogar com o seu homólogo gaiense” referente a uma “avaliação técnica” à travessia fluvial entre o cais do Ouro e Afurada.

Rui Moreira retorquiu dizendo que então que “a retoma da ligação valeria a pena ser estudada”, nomeadamente, por intermédio da STCP Serviços, e no mesmo dia Eduardo Vítor Rodrigues afirmou que o “Ministério das Infraestruturas poderia fazer uma delegação excecional de competências para estes dois municípios a fim de poderem assumir a travessia”.

Num assunto relacionado relacionado com transporte em via fluvial, Eduardo Vítor Rodrigues disse à Lusa que o concurso público para o transporte em autocarro anfíbio entre Crestuma e o Cais de Gaia estará em condições de ser relançado “na terceira segunda-feira de março”, ou seja, dia 21.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia pediu em tribunal uma indemnização à empresa Morning Interactive Unipessoal, que ganhou o primeiro concurso para operar o autocarro anfíbio, cujo contrato caducou por “falta de entrega de documentação”. Como refere no matutino Jornal de Notícias.

Em causa está um meio de transporte novo a circular no rio Douro que consiste num autocarro/barco que fará o rebatimento a outros meios de transporte e será incluído na rede ‘Andante’.

partilhar este artigo