Praias de Gaia recebem Finn Gold Cup onde se...

Praias de Gaia recebem Finn Gold Cup onde se decide o novo campeão do mundo e as últimas vagas olímpicas

-

- Advertisment -spot_img
A Finn Gold Cup decorre até 12 de maio nas águas do Norte, trazendo a Portugal o duplo atrativo de decidir o novo campeão do mundo e as últimas vagas olímpicas, europeias e africanas, para Tóquio2020.

Sem portugueses próximos do apuramento olímpico, o atrativo da prova prende-se com o elevado nível competitivo e uma série de regressos, desde logo, da Gold Cup, cancelada em 2020 devido à pandemia de covid-19.

Depois, é um regresso do evento a Portugal, depois de duas passagens por Cascais, a última em 2007, rumando agora a norte, para ser disputada em dois campos de regatas, um diante as praias de Vila Nova de Gaia e outro em Matosinhos e Porto.

“A grande importância que a prova tem, além da possibilidade de vermos alguns dos melhores velejadores do mundo a competir cá, é a de afirmar Portugal como um grande destino para organização de eventos desportivos”, afirma o diretor técnico nacional da Federação Portuguesa de Vela, Luís Rocha.

A prova, explica o diretor, está “em linha com grandes eventos internacionais” que têm sido realizados em Portugal, com a vela a agregar-se em Vilamoura, Cascais, na zona do Porto e em Viana de Castelo.

Depois do Europeu da classe, olímpica desde 1952, chega a prova que representa o campeonato do mundo, com muitos velejadores já em Portugal.

“Temos alguns velejadores portugueses que navegam na classe, mas não ambicionam a disputa da vaga olímpica”, atira Luís Rocha.

Sem Diogo Cayolla, que está inscrito, mas não vai participar, a representação portuguesa está a cargo de Jorge Pinheiro de Melo, Vasco Pereira, Nuno Espírito Santo Silva e Filipe Silva.

Ao lado da parte desportiva, está a componente “turística, de promoção e divulgação das características de Portugal enquanto destino desportivo e turístico”.

“Estamos a divulgar o país e as suas características, e faz com que muitos atletas treinem no nosso país no inverno. Cria-se toda uma dinâmica que ajuda muito os portugueses, que em vez de irem para o estrangeiro treinar, estão cá com os melhores”, lembra.

De resto, o país tem estado na rota de grandes eventos nos últimos meses, e só na qualificação para Tóquio2020 recebeu, em seis meses, quatro provas: de RS:X, no final de 2020, as qualificações europeias nas classes 470 e laser, seguindo-se o finn.

“Há outra componente: afirmar Portugal como um país com grande capacidade organizativa de eventos desportivos. Com isso atraímos mais eventos. Depois, também a vertente económica, que garante receita. (…) Porque estes são eventos bastantes longos, com pelo menos uma semana, e em que muitos chegam 15 dias antes para treinar”, acrescenta.

No campo desportivo, o diretor técnico nacional aponta um favorito claro, o húngaro Zsombor Berecz, que venceu em abril o Europeu em Vilamoura, numa prova ampliada pela disputa das últimas vagas para velejadores africanos e europeus.

“A qualificação olímpica dá um élan superior à prova, porque além do título mundial em jogo, estão os últimos lugares para os Jogos”, resume Luís Rocha, falando ainda do “maior apetite dos atletas”, pelo facto de a prova não se ter realizado em 2020.

O espanhol Joan Cardona, quarto no Europeu, e a consistência do Reino Unido em apresentar “grandes candidatos”, como Giles Scott, campeão olímpico na classe nos Jogos do Rio2016, deixam antever uma prova com nível competitivo alto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Latest news

AMP quer ‘plano B’ para transportes caso diferendo com Gondomar não se resolva

O presidente do Conselho Metropolitano do Porto (CmP) assegurou hoje que vai levar até “às últimas consequências o esforço...

Assistente administrativa detida por burla

A PSP deteve em Vila Nova de Gaia, uma assistente administrativa por alegada falta de pagamento de serviços prestados,...

Suldouro retoma este mês entrega de contentores para reciclagem em Gaia

A Suldouro, operadora de resíduos nos concelhos de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, garantiu hoje...

Mulher morre atropelada por autocarro na N222 em Vilar de Andorinho

Uma mulher de cerca de 80 anos morreu hoje depois de ter sido atropelada por um autocarro em Vilar...
- Advertisement -spot_imgspot_img

Lançado concurso público de conceção e construção da nova ponte sobre o rio Douro

O concurso público de conceção e construção da nova ponte rodoviária sobre o Douro, que vai ligar o Porto...

Pontos essenciais das variantes classificadas de preocupação presentes em Portugal

Das centenas de mutações do SARS-CoV-2 detetadas durante a pandemia, a atenção das autoridades de saúde recai em quatro...

Must read

- Advertisement -spot_imgspot_img

You might also likeRELATED
Recommended to you