22.7 C
Los Angeles
Quarta-feira, Maio 18, 2022

PUTLER tornou a Guerra nossa

  Estamos em Guerra.  Não é uma coisa deles,...

3D: Ditadura do dualismo digital

As cores, aprendemos na escola, resultam de...

Uma águia que faz das tripas coração

Não há jogos que salvem temporadas, até...
InícionotíciasarquivoHintze Ribeiro - Açoriano, advogado, político

Hintze Ribeiro – Açoriano, advogado, político

Mário Jorge Santos

Presidente da Assembleia de Freguesia de Santa Marinha e Afurada

Dirigente Associativo

Ernesto Rodolfo Hintze Ribeiro, nasce nos Açores na bonita Ilha de S. Miguel, na cidade de Ponta Delgada. Concluiu os seus estudos na Universidade de Coimbra onde se doutorou em Direito. Exerceu a profissão de Advogado na sua terra natal. Depois, foi para Lisboa onde viria a filiar-se no Partido Regenerador. Exerceu vários cargos políticos entre os quais, Parlamentar, Par do Reino, Procurador Geral da Coroa, Ministro das Obras Públicas, Ministro da Fazenda, Ministro dos Estrangeiros e mesmo Chefe do Governo por três
Vezes.

Foi como Ministro das Obras Públicas que promoveu a construção de uma ponte a unir as margens do Douro entre Penafiel e Castelo de Paiva na zona de Entre-os-Rios com um comprimento de cerca de 336 metros. Esta obra foi projetada pelo engenheiro António de Araújo Silva. Começou a sua construção em 1884 e terminou em 1887, no entanto só abriu à circulação em Ponte com pilares em granito onde apoiava um tabuleiro em ferro.

Só a sua solidez, permitiu que em 1919 tenha sido dinamitada durante a Revolta Monárquica do Norte e apenas tenha sofrido alguns danos. Mas o dia 4 de março de 2001 tornou-se um marco histórico. A velha ponte não conseguiu resistir à pressão do rio e desabou levando consigo um autocarro e três carros num total de 59 vidas humanas.

Responsáveis? Responsáveis? Responsáveis? Responsáveis? Responsáveis?

Por mais que perguntemos, nunca encontraremos. Demissão de um Ministro? Promessa que a “culpa não morreria solteira”? Lamento, mas na minha modesta opinião, se não morreu solteira deve ter-se divorciado logo a seguir.

É lamentável que a vida de 59 pessoas não tenha qualquer significado. Mais de 50% ainda não apareceu. A verdade é que após 20 anos a culpa está solteira ou divorciada. Apesar dos interesses económicos, apesar de ofuscarem a culpa, ela existe. São várias freguesias daquele Concelho que aguardam respostas. São vários os mortos que não apareceram, o que implica que o Luto não foi feito.

Em 2003, foi erguida uma estátua em bronze com cerca de 12 metros de altura com o nome de “Anjo de Portugal” da autoria do Escultor Laureano Ribatua em homenagem às vitimas. No sopé da Estátua existe um Santuário onde estão escritos os nomes das vitimas, daqueles que continuam a chorar clamando justiça Hintze Ribeiro, politico destemido, homem inteligente, certamente que onde estiver não aceita
esta indecisão.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

últimas notícias

outras notícias