arquivoGrandes prémios de Poesia e de Crónica da APE...

Grandes prémios de Poesia e de Crónica da APE abrem candidaturas em março

-

- Advertisment -spot_img

As candidaturas para o Grande Prémio de Poesia e o Grande Prémio de Crónica, da Associação Portuguesa de Escritores (APE), que abrangem obras publicadas durante o ano 2020, vão estar abertas durante o mês de março, anunciou a associação.

O Grande Prémio de Poesia Maria Amália Vaz de Carvalho tem o valor de 12,5 mil euros, o patrocínio da Câmara Municipal de Loures, e destina-se a galardoar “um livro em português e de autor português, publicado em 1.ª edição”, durante o ano passado.

No caso do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários, no valor de 12 mil euros, a APE conta com o patrocínio da Câmara Municipal de Loulé, e visa igualmente uma obra de “autor português, publicada em livro e em primeira edição”, em 2020.

Segundo o regulamento, a entrega do Grande Prémio de Crónica está apontada para as comemorações do Dia do Município de Loulé, que este ano se assinala a 13 de maio, embora “a realização da sessão presencial [esteja] dependente do evoluir da situação pandémica”.

No caso do Grande Prémio de Poesia, a entrega será feita “em data adequada, a definir”.

Luís Filipe Castro Mendes (“Poesia Reunida”), Gastão Cruz (“Existência”), Helder Moura Pereira (“Golpe de Teatro”), Armando Silva Carvalho (“A sombra do mar”), Luís Quintais (“Arrancar Penas a um Canto do Cisne”), Daniel Jonas (“Nós”) estão entre os vencedores recentes do Grande Prémio de Poesia da APE, que, em edições anteriores, também teve patrocínios das câmaras de Amarante (Grande Prémio de Poesia Teixeira da Pascoaes) e de Ponte de Lima (Grande Prémio de Poesia António Feijó), além da Câmara de Loures.

Mário de Carvalho (“O que eu ouvi na barrica das maçãs”), Pedro Mexia (“Lá Fora”), Mário Cláudio (“A Alma Vagueante”), Rui Cardoso Martins (“Levante-se o Réu”), José Tolentino Mendonça (“Que coisa são as nuvens”) são os vencedores do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários da APE, que conta com esta designação, e com o patrocínio da Câmara de Loulé, desde a edição de 2015.

Sob a designação de Grande Prémio de Crónica, instituído na década de 1990, foram distinguidos autores como Ilse Losa, Maria Judite de Carvalho, Manuel Poppe, Álvaro Guerra, Mário Cláudio, Baptista-Bastos, José Cutileiro, João Barrento, J. Rentes de Carvalho e Ricardo Araújo Pereira. As câmaras de Beja e de Sintra patrocinaram edições anteriores do prémio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Latest news

AMP quer ‘plano B’ para transportes caso diferendo com Gondomar não se resolva

O presidente do Conselho Metropolitano do Porto (CmP) assegurou hoje que vai levar até “às últimas consequências o esforço...

Assistente administrativa detida por burla

A PSP deteve em Vila Nova de Gaia, uma assistente administrativa por alegada falta de pagamento de serviços prestados,...

Suldouro retoma este mês entrega de contentores para reciclagem em Gaia

A Suldouro, operadora de resíduos nos concelhos de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, garantiu hoje...

Mulher morre atropelada por autocarro na N222 em Vilar de Andorinho

Uma mulher de cerca de 80 anos morreu hoje depois de ter sido atropelada por um autocarro em Vilar...
- Advertisement -spot_imgspot_img

Lançado concurso público de conceção e construção da nova ponte sobre o rio Douro

O concurso público de conceção e construção da nova ponte rodoviária sobre o Douro, que vai ligar o Porto...

Pontos essenciais das variantes classificadas de preocupação presentes em Portugal

Das centenas de mutações do SARS-CoV-2 detetadas durante a pandemia, a atenção das autoridades de saúde recai em quatro...

Must read

- Advertisement -spot_imgspot_img

You might also likeRELATED
Recommended to you