arquivo19|365 . PAULO MARTINS

19|365 . PAULO MARTINS

-

- Advertisment -spot_img
Paulo Martins
Treinador de Andebol

O desporto foi um dos que sofreram com a COVID-19. Agora, quando se começava a retomar aos poucos a atividade, novo confinamento geral. Como vê o futuro do setor?

Obrigado pela pergunta. Obrigado pelo convite.
Em uma sociedade em que o desporto, um dos grandes motores da economia real, não tem direito sequer a um ministério no maior governo da história da nossa democracia. Diz muito da maneira com este governo e a nossa sociedade encara o desporto.
99% do desporto em Portugal amador e não amador vive dos apoios de empresas, camarários e dos pais.
Com a atual conjuntura, sem a prática continuada da prática desportiva, eu antevejo um colapso do tecido desportivo. As federações, associações e estruturas organizadoras são as primeiras a ruir. A sua função, estabelece a constituição, que seja de fomento á prática desportiva, quer estruturalmente quer financeiramente. Mas como sabemos essa função cabe sempre á base da pirâmide: ao praticante. O tal que devia ter acesso ao desporto de forma gratuita e com qualidade.
Sabemos que essa não é a realidade, á muitos anos, mas agora com uma pandemia, algo que ninguém estaria a prever… está cada vez mais a “nu”.
As estruturas vão “ruir”, os pequenos clubes débeis e sérios, estão a suportar os seus custos fixos reais e isso vai levar a curto prazo ao seu fechamento. Estamos a pedir mais uma vez aos técnicos que se sacrifiquem pelo bem comum.
Não é isso que fazem á anos?
Pedem aos técnicos que se reinventem, que criem novos processos de treino, e a sociedade está a reinventar-se?
O que estão a fazer as escolas para combater a iliteracia motora das crianças?
Estará a nossa sociedade preparada para o novo “normal”?
Vão chegar milhões de apoio a economia, quero ver se um “bocadinho” desses milhões chegam ao desporto. O setor que mais contribui para o combate á obesidade e respetivas doenças relacionadas, quero saber como serão apoiados, porque muitos não vão “sobreviver” ao novo “normal”!!!
Não existe nenhum relato de qualquer atleta tenha contraído COVID e tenha estado em cuidados intensivos. Podem dizer é pela idade, pela cor dos olhos ou até o tamanho das unhas. Mas deve-se única e exclusivamente porque é um praticante desportivo federado.
A nossa sociedade não sobrevive sem os clubes e o desporto.
Mas cabe a todos nós repensar a maneira como encara do desporto e a sua prática. Não deixem morrer o desporto. Salvem as nossas crianças e jovens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Latest news

AMP quer ‘plano B’ para transportes caso diferendo com Gondomar não se resolva

O presidente do Conselho Metropolitano do Porto (CmP) assegurou hoje que vai levar até “às últimas consequências o esforço...

Assistente administrativa detida por burla

A PSP deteve em Vila Nova de Gaia, uma assistente administrativa por alegada falta de pagamento de serviços prestados,...

Suldouro retoma este mês entrega de contentores para reciclagem em Gaia

A Suldouro, operadora de resíduos nos concelhos de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, garantiu hoje...

Mulher morre atropelada por autocarro na N222 em Vilar de Andorinho

Uma mulher de cerca de 80 anos morreu hoje depois de ter sido atropelada por um autocarro em Vilar...
- Advertisement -spot_imgspot_img

Lançado concurso público de conceção e construção da nova ponte sobre o rio Douro

O concurso público de conceção e construção da nova ponte rodoviária sobre o Douro, que vai ligar o Porto...

Pontos essenciais das variantes classificadas de preocupação presentes em Portugal

Das centenas de mutações do SARS-CoV-2 detetadas durante a pandemia, a atenção das autoridades de saúde recai em quatro...

Must read

- Advertisement -spot_imgspot_img

You might also likeRELATED
Recommended to you