17.5 C
Vila Nova de Gaia
Quinta-feira, Junho 17, 2021
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

102 Anos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valadares

As comemorações dos 102 Anos dos Bombeiros Voluntários de Valadares iniciaram no passado dia 06, terça-feira, com o hastear das bandeiras no Largo António Pereira Tamanco em frente ao Quartel.

Em 1914, face ao crescimento da população, influência económica e mercantil da época e atendendo à distância a que se encontrava o socorro e as vias de acesso escassas e degradadas, um grupo de habitantes para colmatar esta falta de socorro, entenderam montar uma “Estação de Bombeiros”, como lhe chamaram na altura, pedindo aos Bombeiros Voluntários do Porto, para que ali fosse montada uma delegação. Este pedido foi de imediato recusado devido aos escassos meios que tinham nessa altura ao seu dispor, no entanto, foram perentórios no apoio à criação/formação de um Corpo de Bombeiros na freguesia. Foi este o primeiro grande impulso para ser criado este Corpo de Bombeiros, que contando com o apoio dos Bombeiros Voluntários do Porto na instrução/formação prática dos Homens, assim deu os primeiros passos.

Ontem, quinta-feira dia 08, decorreram várias iniciativas comemorativas da longa e exigente existência da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valadares.

Logo cedo, pelas 08:30 horas, formatura do Corpo Ativo e Fanfarra dos BVV seguido de desfile até a Igreja Paroquial de Valadares, onde a missa foi de sufrágio por alma de todos os Bombeiros, dirigentes e associados falecidos. De seguida decorreu a romagem ao cemitério com colocação de uma Coroa de Flores no Mausoléu da Associação e regresso em desfile apeado ao Quartel.

De tarde, com inicio pelas 15:30, os Bombeiros “Formaram” para receção às Entidades Oficiais, convidados e amigos, onde decorreu a distinção a vários Bombeiros com Medalhas de Assiduidade. Muito e deveras emocionante foi a quando da distinção, com Medalha grau Bronze por 5 Anos de Assiduidade a Nelson Costa, Bombeiro desta corporação que faleceu recentemente, vítima de doença súbita. A receber a medalha esteve o seu Pai, Bombeiro Domingos Cunha Costa, consternado e valente segurou os bons abraços de incentivo de tantos quantos não deixaram perder a oportunidade de o saudar.

Seguidamente decorreu a Sessão Solene no Salão Nobre da Associação. A Mesa de Honra presidida por Albino Almeida, Presidente da Assembleia Municipal foi constituída por Mário Rui Presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos BV Valadares, Coronel Paulo Alves Comandante do Agrupamento Distrital, Guilherme Aguiar Vereador da Proteção Civil, Comandante José Duarte Representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comandante Manuel Carvalho Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, Alcino Lopes Presidente da União de Freguesias Gulpilhares Valadares, António Silva Presidente de Direção da Associação Humanitária dos BV Valadares, Jorge Prazeres

Comandante dos BV Valadares e Emanuel Brandão Padre da Paróquia de Valadares. Estiveram ainda presentes os presidentes das juntas de Canelas e da Madalena, Arménio Costa e Francisco Leite, respetivamente.

O primeiro a usar a palavra foi Mário Rui, Presidente da Assembleia Geral da Associação dos BVV. Agradeceu a presença de todos, o que enaltece ainda mais a existência dos Bombeiros Voluntários de Valadares. Salientou a existência da escola de Infantes e Cadetes, estrutura exemplar e que garante o futuro da Associação.

Jorge Prazeres, Comandante da Corporação, mostrou o seu orgulho no Comando dos Bombeiros Voluntários de Valadares, no seu Quadro Ativo, Estagiários, Escola de Infantes e Cadetes e Corpo de Bombeiros Profissionais. Realçou o emprenho na reestruturação e “cura da nossa doença” que consistiu fundamentalmente “na nossa união”, o que melhorou significativamente o desempenho dos Bombeiros Voluntários de Valadares. Aproveitou também para desejar “enormes sucessos” aos 12 Bombeiros neste dia promovidos. Reforçou a importância da formação continua, intensiva e com elevado grau de exigência, a formação de 32 estagiários para início de uma nova recruta. A continuidade da Escola de Infantes e Cadetes com 42 elementos que funciona de forma responsável graças á “orientação e qualidade dos seus instrutores” que desta forma asseguram a continuidade e uma projeção no futuro. Dirigiu ainda palavras de apreço a Direção da Associação pelo esforço desenvolvido na procura de melhores condições para a atividade operacional “quer em infraestruras, quer em aquisição de novos veículos e equipamentos e pela consolidação do bem-estar dos nossos profissionais.”

António Silva, Presidente da Direção, mostrou algum do trabalho efetuado, o empenho da Direção em criar novos projetos para dirigir a Associação para o Exterior. Agradeceu também aos muitos e generosos patrocinadores, sócios e amigos da Associação, indispensáveis para mais um projeto desafiante que é reestruturar a ala feminina do Quartel para garantir condições condignas às Bombeiras Voluntárias. “Não nos contentamos com o possível, queremos o desejável.” Regozijou-se com os níveis crescente de produção do Corpo de Bombeiros, destacando que até esta data “realizamos mais de 3900 assistências de INEM mas penitenciamo-nos pelos 170 casos que não conseguimos socorreu por falta de meios suficientes para tal. Também registamos o que não conseguimos fazer porque temos vontade de o fazer e a comunidade espera isso de nós.” Apresentou dois projetos recentes da Associação, em desenvolvimento e amadurecimento. “BV Vida – Serviços Clínicos” com prestação de cuidados clínicos diversos como serviços Médicos, Enfermagem e Análises Clinicas. Para Janeiro 2017 deve arrancar o projecto “Cuidarte” cuja missão será apoio aos mais carenciados com refeição e empenho na reintegração social. O projeto contempla ainda um Centro de Dia para o Idoso onde serão disponibilizados todos os serviços essenciais para o envelhecimento com dignidade dos Utentes.

Alcino Lopes, Presidente da Junta de Freguesia de Gulpilhares e Valadares fez referência ao desempenho da Fanfarra dos BV de Vala- dares pela qualidade demonstrada em cada atuação. Procurou demonstrar a sua admiração pelos dirigentes atuais e anteriores desta Associação e disponibilidade em colaborar na sua missão e desenvolvimento.

Guilherme Aguiar, Vereador do Município de Gaia e responsável pela Proteção Civil e Segurança, enalteceu a atuação Humanitária defendida pela Associação dos BV Valadares. Mais que a proteção civil e o socorro, “vai ao encontro da população numa intervenção Social. Pioneiro no País, a Associação Humanitária dos BV de Valadares faz a necessária complementaridade, com resposta objectiva, num caminho inteligente, numa sociedade que está a envelhecer e cada vez mais são essenciais os cuidados sociais.” Seguiu-se um “Porto de Honra” cuidadosamente preparado pelos Infantes e Cadetes, farto e de elevada qualidade para aconchego de todos os presentes!

“Quando outros recuam, Os Bombeiros avançam”

Outras Notícias

Siga-nos

12,172FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Opinião

Bloco de Notas

Avenida da República

Resiliência

O Desapego

X